12 thoughts on “A Moment In Cádiz

    1. Muchas gracias! Este fue un día especial porque fue el primer día de enero de 2013. Pasé la noche del 31 de diciembre de 2012 al 1 de enero de 2013 en viaje desde Setúbal a Cádiz :).

      Liked by 1 person

  1. Não sabia que Cádis tinha um forte assim tão dentro do mar. Em boa verdade, não sei nada sobre Cádis (a não ser o nome) porque nunca lá estive. 😛
    Com a fúria do mar, tal como retrata a fotografia, parece impossível que o forte tenha resistido ao longo destes anos todos. Ainda por cima em tão bom estado.
    Por outro lado, ao contrário de nós que temos uma grande aversão em recuperar os nossos monumentos históricos, de tal modo que quando existe dinheiro, as preferências vão sempre para construir algo novo em vez gastar esse dinheiro em recuperar algum monumento, os nosso primos espanhóis, cuidam muito melhor da sua história e dos monumentos.

    Like

    1. Olá,Remus! Toda a cidade de Cádiz entra bastante no mar, quase uma ilha! 🙂 É verdade, os antigos construíam mesmo as coisas pensando na eternidade, só pode :). No entanto, a nível da conservação confesso que fiquei um tanto desiludida… este forte,em especial, está bastante negligenciado, por acaso :).

      Like

    2. Mas olhando para a fotografia, até diria que o forte está bem conservado.
      No ano passado durante as minhas férias, calhou num dia ir passear por Peniche. E fomos visitar o forte de Peniche, que possui um museu e coisas afins. de lá. E esse sim, está muito mal conservado. Tem zonas que nem sei como ainda se mantêm em pé. Se não lhe puserem mão, acho que ele não dura mais 10 a 20 anos.

      Like

    3. É verdade, de longe parece, mas ao perto, aquela torre (por exemplo) está feiosa e depois existem uns recintos abandonados (que não se vêem por fora) que metem medo ao susto! Ou seja, no fundo são as partes acrescentadas que estão em mau estado. Lá está; tudo que foi feito pelos antigos mantém-se bonito, técnicas e estilos intemporais.
      Na cidade mesmo, a coisa alterna entre o muito bem conservado e o desleixado; a parte histórica está cuidada, mas depois há muito prédio a precisar de obras de restauro e reparação.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.